A Casa de Cecília (2015) – Em Solidão e Esquecimento

Cinema | A Casa de Cecília: 

Uma casa. Uma menina. Mistérios sobre a vida e a morte. Solidão e as vezes cumplicidade. Uma das coisas vistas num filme experimental bem dirigido e que se encaixa perfeitamente naquela minha ideia sobre o “Novo Cinema Brasileiro“.

A Casa de CeciliaA Casa de Cecília” é um longa-metragem brasileiro dirigido por Clasisa Appelt que roteirizou junto de Gabriel Ritter. A cinematografia fica por conta de Zhai Sichen, direção de arte de Bruno Bastos e o departamento de som por Gustavo Andriewiski, Almir Chiratti e Luiz Felipe Neto. No elenco temos Tainá Medina, Carol Pita, Daniel Archangelo, Ana Suely Malta e Dionis Tavares.

Cecília está sozinha em casa. Ela tem 14 anos e passa o dia inteiro ouvindo música, lendo, ingerindo comida congelada e álcool, mergulhando na piscina e escrevendo versos de T. S. Eliot na parede do quarto. Sua rotina só é perturbada pela ocasional visita de Adélia e Tiago (cozinheira e jardineiro) e pelo medo que parece sentir de um dos cômodos da casa – o que abriga as escadas que levam ao sótão.

A Casa de Cecilia

A trama tem um inicio bem simples e natural que aos pouco começa a te deixar curioso. Por termos uma menina menor de idade ingerindo álcool, num filme em que sua história se passa provavelmente na metade dos anos 90. Aos poucos vamos conhecendo a rotina de Cecília que aos 14 anos de idade fica sozinha em casa, pois seu pai está sempre viajando a trabalho junto da sua madrasta.

A maior parte da película a protagonista passa sozinha. Temos apenas uma parte em que recebe a visita de funcionários da casa e só depois temos a entrada da menina Lorena que passa a ser a companhia de Cecília. Temos então um dueto quase que o filme todo e é interessante analisar a sincronia que ambas tem e suas peculiaridades. Enquanto a dona da casa é mais tímida e vive em seu mundo pessoal, Lorena é mais atirada, curiosa e vive um embate com sua amiga e a questiona de várias coisas.

cecilia_e_lorena

A direção de arte é totalmente simbólica e é como se as duas vivessem em meio de algo que aos poucos está se acabando. Móveis e as coisas da casa aos poucos desaparecem, assim como memórias e pensamentos e é junto aos textos das personagens que podemos nos deparar com imagens belíssimas e planos de câmera que lembram muito uma filmagem caseira, como se ao lembrar de certa coisa, aquilo fosse parte da memória de acontecimentos passados.

A diretora brinca com uma infiltração na parede que vai manchando tudo e inclusive textos do poeta T. S. Eliot que a protagonista escreve na parede e um quadro da menina quando pequena. O que pode talvez significar a perda, amadurecimento e até a morte. Algo recorrente no plot em que todas as conversas acabam em morte e vultos, algo que lembra um pouco filme “Os Outros”.

3918_212304625570304_1889270714_n

A trilha sonora acaba tendo referências em sons externos e gradativamente o som de uma baleia que é o grande simbolismo no filme e na história de Cecília e está presente em sons e imagens. Assim como a água da piscina e o fato dela não sair de lá e a todo momento estar pingando. Um trabalho independente em que a produção experimental foi o maior trunfo da obra.

A Casa de Cecilia (2)

Para mais informações sobre o filme: http://www.acasadececilia.com

Nota-3,5

“A Casa de Cecília” é um filme brasileiro bem produzido, experimental que talvez apenas peque um pouco em interpretação, muitas vezes não é entendível o que as atrizes querem dizer, mas que há momentos em que a interpretação foi melhor orientada. Trilha e fotografia mbem exploradas num roteiro bem planejado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s