A Colina Escarlate (2015) – O Estético Filme de Horror de Guillermo del Toro

Cinema | A Colina Escarlate: 

Depois de tempos sem um novo filme do diretor e roteirista Guillermo del Toro, chega nessa quinta feira a sua mas nova película. Com o melhor do visual creepy e sempre com uma boa história a ser contada.

Colina escarlateCrimson Peak” é um filme dirigido e roteirizado por Guillermo del Toro (O Labirinto do Fauno, 2006) em parceria com Matthew Robbins (Mutação, 1997). Cinematografia de Dan Laustsen (Terror em Silent Hill, 2006) e trilha sonora de Fernando Velásquez (Mama, 2013). E tem no elenco Mia Wasikowka (Alice no país das maravilhas, 2010), Jessica Chastain (Perdido em Marte, 2015), Tom Hiddleston (Thor: O Mundo Sombrio, 2013), Charlie Hunnam (Círculo de Fogo, 2013) e Jim Beaver (O Vidente, 2007).

Apaixonada pelo misterioso Sir Thomas Sharpe (Tom Hiddleston), a escritora Edith Cushing (Mia Wasikowska) muda-se para sua sombria mansão no alto de uma colina. Habitada também por sua fria cunhada Lucille Sharpe (Jessica Chastain), a casa tem uma história macabra e a forte presença de seres de outro mundo não demora a abalar a sanidade de Edith.

Colina Escarlate (2)

Realmente, del Toro  sabe muito bem como contar uma história. A trama consegue nos entreter e deixar aquela curiosidade, e a cada fim de ato, temos uma finalização (estilo capítulos), como é de costume em contos de terror e mistério que procedem com sua continuação e a seguir vemos no que deu tudo aquilo.

A trama não é cheia de rodeios para nos contar logo de cara do que se trata. Logo por seu começo vemos a que veio a nossa protagonista e um vislumbre do que irá passar ao longo de sua jornada. Não existe tantas explicações e desenvolvimento dos personagens ali inseridos, porém, ao que tudo indica essa é a proposta do diretor.

Entre uma cena a outra e de um ato a outro o seu começo é bem lento e demora para alcançar seu real objetivo: A Colina Escarlate!

crimson-peak-tom-hiddleston

Mia Wasikowka está bem como protagonista e sabemos quem ela é e o que quer. Vemos o vislumbre de seu passado e o que isso afetará no seu futuro. Não interpreta mal, e desde seu trabalho em Alice, houve uma grande evolução. Trás um trabalho conciso, mas, com a aparição dos dois antagonistas em cena, faz sua personagem sumir um pouco.

Jessica Chastain e Tom Hiddleston são a dupla de irmãos e sendo assim um necessita do outro em cena. Enquanto Tom é o dono da casa, aquele que rege a comunicação com seus visitantes e se porta como um verdadeiro cavalheiro, observador e comunicativo, Chastain é a irmã mais velha séria e pouco comunicativa e sua interpretação contida vai em divergência com a de Hiddleston. Apesar de uma dupla, ambos interpretam igualmente bem separados e conseguem conduzir muito bem as cenas em que estão inseridos.

A Colina Escarlate - Jessica Chatain

Os demais atores complementam a obra, não tendo maiores motivações, além claro de Charlie Hunnam e Jim Beaver que possuem total importância para a protagonista e atuam em função desse objetivo em comum. Em termos gerais toda a trama se passa em volta dela e inserida na trama que se passa que faz dos antagonistas e seus ares misteriosos a cereja do bolo.

O visual da película é muito bem construído. Há um contrates entre luz e sombra  bem construído e cores branco e vermelho dando uma conotação simbólica ao filme que faz do diretor um visionário. Os figurinos de época são muito bem retratados. As referencias de del Toro são inúmeras, desde seus próprios filmes como “O Labirinto do fauno” e a “Espinha do Diabo” até filmes que produziu como “Mama” e a tentativa do game marketing “P.T. (Silent Hills)”.

crimson-peak-movie-trailer

A trilha sonora é algo marcante que se une aos pequenos sons e fazem total diferença. Desde o minimo (sons de torneira, barulho da casa afundando, gramofone etc) até as cenas chaves da trama e de seu clímax.

a-colina-escarlate-2

Nota---Whiplash

“Crimson Peak” e a volta triunfante do diretor aos cinemas. Filme com uma atmosfera macabra e misteriosa, ótima trilha sonora. Uma boa história a ser contada que demora e se arrasta em seus momentos iniciais, mas que conclui de maneira de maneira séria e sublime.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s