Crimes Ocultos (2015) – Assassinato e Perseguição em plena era do Stalinismo

Cinema | Crimes Ocultos: 

Dramático, policial, suspense e guerra é o que posso dizer assim que acabei de ver o mais novo filme protagonizado por Tom Hardy com uma boa interpretação, que me surpreendeu . Porém há algumas ressalvas no enredo e alguns pequenos furos.

Crimes Ocultos“Crimes Ocultos” (Child 44) é dirigido até então por Daniel Espinosa (Protegendo o Inimigo, 2012), Roteirizado por Richard Price (Shaft, 2000) na adaptação do romance de Tom Rob Smith (Criança 44). Conta ainda com Jon Ekstrand na trilha sonora e Oliver Wood (O Ultimato Bourne, 2007) na cinematografia. Com  Tom Hardy (Mad Max: Estrada da Fúria, 2015), Joel Kinnaman (Robocop, 2014), Noomi Rapace (Sherlock Holmes, 2011), Gary Oldman (Batman O Cavaleiro das Trevas, 2008) e Vincent Cassel (A Bela e a Fera, 2014) no elenco. Com a produção de Ridley Scott.

Durante o governo stalinista na União Europeia, um oficial da segurança ouve falar de um país onde o número de assassinatos de crianças é muito alto, a ponto de se considerar a existência de um serial killer. O Estado não quer saber do caso, que pode ter conexões com altos funcionários do governo, e exila o oficial para que ele não possa prosseguir com a análise dos fatos. No entanto, este homem obstinado decide investigar o caso por conta própria.

CHILD 44

Tom Hardy está brilhante  em seu papel, se mostrou versátil mesmo para sua aparência singela, sabendo como interpretar um russo. Suas nuances e as emoções que o personagem passa apesar de sua maneira introvertida é algo que fez com que ficasse muito bom em cena. O mesmo digo para sua esposa nas telas, Noomi Rapace conseguiu trazer uma ótima interpretação e fez uma boa dupla com Hardy, existe química ali.

Gary Oldman é o nome de peso na película. Cumpre muito bem o o papel que lhe fora designado e esta ali para compor a cena e em momento algum rouba a cena, pois dosou sabiamente sua interpretação. É aquele ator que sabe muito bem o lugar que forra colocado.

Crimes Ocultos (2015) - Assassinato e Perseguição em plena era do Stalinismo

Joel Kinnaman o antagonista da história é aquele que temos raiva do começo ao fim. Enxerguei seu personagem muito recheado de clichês a ponto de não ver um pingo de humanidade em seu papel. Boa interpretação, sim. Existe um porque dele na história ao mesmo tempo que auxilia para a confusão em boa parte do roteiro.

Sendo adaptado de um romance, o roteiro é bem construído, em quesito de personagens temos ótimas construções, evoluem com o passar do filme, descobrimos muito sobre as suas personalidades e são ricos ajudando o ator nessa composição, porém, a trama se mostra confusa nos momentos finais, sendo necessário ver  mais de uma vez ao filme para conseguir assimilar tudo e entender a história.

Crimes Ocultos (2015) - Assassinato e Perseguição em plena era do Stalinismo

A fotografia é muito boa, conseguiu captar tudo que existia na época como: Localidade, são cenários lindos e que remetem a época em que está sendo contado a história. Muito bem feiro a parte do figurino, nisso tudo não seixa a desejar. A trilha sonora é muito bem produzida e nos coloca dentro da obra.

Crimes Ocultos (2015) - Assassinato e Perseguição em plena era do Stalinismo

Nota---CDZ

Crimes Ocultos é um filme bom, recomendável para os amantes de história e daqueles que gostam de uma história policial. Com a ressalva que se deve assistir mais de uma vez para poder absorver tudo. Existem pontal soltas que não são tão perceptíveis e que o livro vale a pena ser conferido, pois como literatura é mais especifico para com a trama e pode ajudara entender melhor o filme..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s