Jogos Vorazes (2014): A Esperança [Parte 1] – “Conflitos Internos e o Mediatismo na Guerra”

Crítica | Jogos Vorazes: A Esperança: 

A esperança de que um dia toda a miséria de Panem acabe, nem que para isso seja necessário vender a imagem de um salvador. A imagem é a solução“.

Jogos VorazesA terceira e penúltima parte da saga ‘Jogos Vorazes’ está pronta. Cabe agora a Katniss Everdeen lutar por justiça. Com os impulsos e também com os conflitos internos. Amor, ódio, amizade e cumplicidade fazem parte do novo filme da franquia e há muitos desafios pela frente e assim o filme segue o curso da história.

A história da saga se iniciou de uma forma bem comum de algo que até então já fora feito. Quem já viu “Battle Royalle” sabe do que estou falando. Jogos Vorazes é um bom filme. Em Chamas demonstrou grande potencial e A Esperança veio em fim ser a película divisora de águas, mostrando de fato o verdadeiro inimigo e a luta com o seu opressor. Um roteiro até agora bem amarrado que sempre se preocupou em dar continuidade. O foco não é perdido em momento algum.

Jogos Vorazes

Em contra partida existem cenas desnecessárias, que o único motivo foi dar mais sustância e preencher o tempo do longa-metragem. Isso tudo por conta da divisão de dois filmes. Mas se tratando do cinema tal como é hoje, não seria a primeira e nem a última saga a fazer isso. Certa inovação é embutida a trama, fugindo assim de certa formula secreta.

É agradável aos ouvidos saber que a obra foge um pouco da formula básica da aventura, mesmo que existam certos clichês. E ao mesmo tempo podemos colocar o que a ficção nos dá e transpor para a realidade, e a melhor forma feita por essa película foi o lance politico da história. Tentar inovar e trazer coisas novas.

Jogos Vorazes

As atuações estão boas, Katniss (Jennifer Lawrence) demonstrou a que veio.  Sempre me surpreendo com o personagem Haymitch Abernathy (Woody Harrelson) que mesmo sendo coadjuvante consegue roubar as cenas, um ator com um bom carisma e isso devido ao personagem cheio de aberturas para que o ator crie a vontade.

Jogos Vorazes

Julianne Moore interpreta a presidenta Alma Coin, grandiosa como só ela consegue, acrescentou mais o filme. E Philip Seymour Hoffman em seu último papel em um grande filme que fechou com chave de ouro, sendo uma perda para a parte 2 de “A Esperança”. A solução desse embate foi entregar a cenas do personagem Plutarch Heavensbee (Seymour Hoffman) para os outros atores e não precisar escolher outro ator, e acabar com o encanto.

Jogos Vorazes

As adaptações de climas e cenários obtiveram uma mudança. Devido à guerra civil ali instalada, o filme como já informei deu uma guinada de 180 graus. Certo baque ao ver o novo filme. A personagem Effie Trinket (Elizabeth Banks) faz parte das mudanças, sempre viveu na capital com roupas e uma vida mais elegante, porém, aqui se viu em meio à guerra. As adaptações feitas para a personagem foram geniais e diferentes sem perder a essência. Do mesmo fato que aponto isso em Peeta Mellark (Josh Hutcherson). E não poderei dizer o mesmo de Finnick (Sam Claflin), que apesar de certa relevância para o filme achei o mesmo um pouco fraco, alguns decaíram um pouco, mas provavelmente devido à mudança repentina no ritmo da história.

Jogos Vorazes

Trilha e Cinematografia continuam essenciais para que a trama continue no caminho a ser trilhado. Como de fato faz parte de uma fantasia literária, muitas coisas aqui são embutidas de forma a trazer certa repugnância na maneira como são mostradas as diferentes classes. O figurino que antes era bem mais impecável decai para os meios da guerra, junto ao cenário que hoje é de destroços. As músicas mais fortes e apresentáveis, sendo a música cantada pela protagonista forte e simbólica.

Nota---Jogos-Vorazes

“A Esperança – parte 1” é um filme com mudanças drásticas do seu conceito que veio a somar ainda mais a trama. Possuí sim muitas falhas e clichê, mas que de todas essas adaptações de livros, foi uma das melhores após Harry Potter. Isso devido a mão que o diretor Francis Lawrence teve para conduzir o filme, que veio de meloas após o primeiro.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s