The Last of Us: One Night Live

Artigo | The Last of Us: One Night Live

Artwork Conceitual da personagem Elie em sua maioridade…

Dia 28 de julho de 2014, ocorreu um evento para anunciar o game “The Last of UsRemasterd“. Num evento para pessoas convidadas, que ocorreriam cenas em live action com os atores que participaram do game. Troy Baker (Joel), Ashley Johnson (Ellie), Hana Hayes (Sarah), Merle Dandridge (Marlene) e Annie Wersching (Tess). As cenas foram escolhidas pelo roteirista e diretor Neil Druckmann e com participação do compositor e músico Gustavo Santaolalla e banda.

Escrevi esse artigo na época e foi logo após assistir a transmissão ao vivo do evento e puder postar logo em seguida – Não aqui – Mas que tormou-se um dos meus textos favoritos de minha autoria. Repostando aqui caso alguém mais goste, já que fora anunciado a grande continuação.

Troy Baker (Joel) e Annie Wersching (Tess)

 Alerta de spoiler!! Não continue lendo caso não terminou o jogo”

A apresentação ocorreu entre cenas do game, algumas basicamente improvisadas pelos atores (por conta da viagem de última hora devido ao repentino evento) e musicais do compositor e sua banda. Dentre as cenas, podemos dizer que as preferidas ficaram entre: A revista de sacanagem que a Ellie olha no carro e a versão alternativa do final do jogo.

Todos os espectadores ganharam um presente. Uma lata comemorativa do game para que você possa guardar ali a mídia física. Após o termino das apresentações, a transmissão foi cortada justo quando o diretor anunciou que voltariam com uma grande novidade. Isso se estendeu alguns minutos, para então termos o vislumbre de uma cena final do game. Um epilogo foi mostrado.

Troy Baker (Joel) e Ashley Johnson (Elie)

[Cena Traduzida] A cena acontece após o final do jogo, nela Ellie esta no quarto na casa de Tommy, ouvindo musica e Joel entra no quarto querendo falar com ela. Ele leva o violão e canta uma musica (que foi cantada e tocada pelo Troy Baker). E então ele conta uma piada pra ela. Ambos dão risada, Joel sai do quarto e Ellie pega o violão e toca uma nota.

Tudo isso por conta do final do game, em que Joel “salva” Ellie. Quem jogou sabe que os Vagalumes queriam a garota por ela ser imune ao vírus, que para ter um antidoto, seria necessário sacrifica-la. Na minha interpretação sobre a personagem, chego a conclusão que isso era algo que a menina faria com prazer, dar sua vida em troca de milhões. Por mais que gostamos do Joel e da química entre os personagens, é uma atitude egoísta do protagonista.

Sabemos que há possibilidade de uma sequencia – E de fato haverá – e somente terem se preocupado com uma cena epilogo pode fazer desse game uma franquia. Sem o Joel? – Claro que não… – Com a Ellie de protagonista dessa vez, que foi uma alternativa válida, com o mesmo elenco que nos trouxe um game cheio de carisma e emoção; Mesmo que seja uma continuação com a possibilidade de perder o Joel… ou o Troy, é terrível demais, porém, são esses sacrifícios que fazem do jogo uma obra de arte.

Cenas em “live action”: Elie com Escopeta e cena do “Final

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s